15/11/2018 - 08:09

DICAS DE COMO SE ORGANIZAR PARA O PAGAMENTO DO 13º SALÁRIO

Estamos no final de mais um ano. No ambiente corporativo, é uma época de fazer balanço sobre o ciclo que termina e planejar o próximo. Entretanto, em meio a este contexto as companhias precisam honrar um importante compromisso: o pagamento do 13º salário.

Essa remuneração, que já está enraizada na cultural laboral dos brasileiros, é de grande valia para os cidadãos organizarem suas finanças neste período. Por isso, as companhias precisam se preparar para que a quitação seja feita sem trazer prejuízos orçamentários para os negócios.

Neste cenário, uma das dicas é se planejar para disponibilizar a remuneração antecipadamente, evitando contar com um dinheiro que venha depois.

Imprevistos como uma crise financeira, ou a perda de um grande cliente podem acontecer no meio do caminho e você precisa estar preparado para cumprir as regras previstas em lei, não importanto quais sejam os percalços.

Veja na sequência quanto e como você deve pagar os seus colaboradores:

 

QUEM DEVE RECEBER O 13º SALÁRIO?

 

O profissional contratado formalmente com carteira assinada para trabalhar em ambiente doméstico, rural e urbano tem direito a receber a remuneração. Vale lembrar que a regra é válida a partir do 15º dia de efetivação.

 

QUAL PERÍODO DE PAGAMENTO?

 

O depósito para os colaboradores pode ser feito em duas parcelas. A primeira parte precisa ser quitada entre 1º dia de fevereiro e o último dia útil de novembro. Já o outro montante, deve ser acertado até 20 de dezembro.

O trabalhador também pode solicitar que a remuneração seja feita junto com as férias. Porém, o adiantamento tem que ser solicitado em janeiro.

 

COMO O VALOR É CALCULADO?

 

Para chegar ao valor correto a ser pago é só dividir o salário mensal do empregado por 12 e multiplicar pelo número de meses trabalhados. Seguindo esta lógica, quem trabalhou o ano todo recebe o valor integral.

Aqueles que começaram em uma empresa depois de janeiro serão contemplados proporcionalmente ao período trabalhado.

Importante lembrar que o colaborador que iniciou suas atividades após a metade do primeiro mês do ano, não receberá pelo período em questão.

 

QUAIS SÃO OS DESCONTOS PREVISTOS?

 

O empregador não pode se esquecer de que alguns valores devem ser descontados na hora do pagamento. Entre eles estão INSS, FGTS e Imposto de Renda.

A SpeedCont acredita que essas orientações serão valiosas para você se organizar sem gerar prejuízos para o seu negócio.

Porém, caso você tenha mais dúvidas sobre como pagar o 13º salário, os nossos consultores poderão orientá-lo. Eles estão à sua disposição pelo link http://speedcont.com.br/#contato

 

COMPARTILHE NAS REDES SOCIAIS!
Email this to someoneShare on FacebookShare on LinkedInTweet about this on TwitterShare on Google+Pin on Pinterest
COMENTE NOSSA PUBLICAÇÃO:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *